CodigoFonte.com.br

PR: MEU ANJO FOCINHOS/RESGATE

http://youtu.be/WNY1NoWvOvI

Saudações protetores, amigos e simpatizantes da causa nobre.

No dia 08/02/2012 às 20hs, tava indo pra casa, entrei na esquina da minha rua, vi uma cadelinha sentada coberta de sarna e bicheira, o cheiro estava horrível. Uma pobre criatura SEM DONO, abandonada ou jogada, sem raça definida, uma mistura de basset.

Resgatei-a, pois estava começando a chover, quando cheguei em casa vi na minha rua todos os cães soltos, pois fizeram um enorme buraco nas telas, festejaram muito e brincaram bastante, só imaginem.

Segui eu e a cadelinha no colo com mais umas sacolas que fiz compra num mercado, coloquei ela numa caixa de papelão dentro da minha cozinha, depois fui lá fora, com os sacos de ração, para alimentar os cães e todos latiam felizes e fui limpar o canil feito de madeira, há como eu preciso de um canil de verdade ajudar todos esses bichinhos.

A casa está sem muro ainda, o pedreiro não dá bola para os meus animais e preciso soltar todos no quintal. Sem muro os vizinhos começam a ameaçar, ligam para o meio ambiente sem saber que eu quero salvar esses animais das maldades do humanos.

Bom, voltando ao assunto da cadelinha, ela estava terrivelmente machucada. Eu eliminei os vermes (as bicheiras) que corroeram as carnes da pobre criatura. Primeiro passei o spray KOBRA (tipo mata bicheira), morreram todos os vermes, tirei com pinça um por um. Eu não tenho nojo, tenho coração acima de tudo, e nunca deixaria um animal desse sofrer a esse ponto. Não conseguiria passar diante daquela cena e não fazer nada. Pois decidi eu mesmo tratar do animal, sendo que outras pessoas com certeza iriam falar para mim: leva para o veterinário. Alem disso, dei antibiótico, antiinflamatório e Ivomeq.

Hoje ela está bem tranqüila sem nenhuma coceira e dormindo em paz, acho que é a recompensa do amor que tive em eliminar os vermes, os carrapatos e pulgas. Dei um banho delicioso, cortei as unhas e passei ungüento nos machucados e enfaixei para não saírem mais líquidos. Demos o nome de Polly.

Com tudo isso passo quase o dia todo sem tempo para ficar junto com meus filhos. Se fosse murado e com o canil em ordem eu poderia administrar tudo de forma bem mais organizada e poder conciliar com a minha vida pessoal.

Eu sinto que Deus me deu esse dom para cuidar dos bichos e por isso quero continuar sempre nessa luta de proteção aos animais como tantos outros colegas que tentam diariamente.

Diante disso tudo espero que este mundo se inspire no sofrimento dos protetores, na forma como trabalham e que de alguma forma resolvem amenizar o sofrimento que os animais passam.

E nada mais gratificante que ver nos olhos desses bichanos o amor que sentem pela gente depois que são salvos das crueldades.

Nesse relato todo quero expressar meus sentimentos e pedir a ajuda de pessoas que pensem como eu, para nos unirmos nessa batalha diária e tentarmos mudar um pouco esse mundo.

“Vejo nos meus olhos anjo focinhos sendo abandonados, necessitados, atropelados, feridos, sarnetos, pulguentos, doentes e ninguém adotam, resgatar é um ato de amor para serem adotados...”

LUIZ FONSECA
Meu anjo focinhos
Cel (41) 9164-4491 (SMS)
Piraquara/PR.
www.meuanjofocinhos.blogspot.com
http://www.youtube.com/watch?v=tmf7CaPORmQ

video